sábado, 28 de janeiro de 2017

Quando perdem são quase todos iguais



























O Benfica caiu com estrondo na Taça da Liga e Rui Vitória voltou a insurgir-se contra a equipa de arbitragem.
Até pode ter razão no lance do segundo golo do Moreirense, mas esqueceu-se que Pizzi e Samaris deveriam ter sido expulsos ainda com muito jogo por jogar.
Fez figura ridícula após o apito final dirigindo-se à equipa de arbitragem.

É a velha tradição do treinador português (aprendam com Carlo Ancelotti, um senhor do futebol que raramente perde as 'estribeiras, primeiro encontra os erros dentro do seu grupo e posteriormente é que aponta para os outros).

Falar nas oportunidades perdidas, com bolas ao poste, à trave e em erros defensivos, fica sempre para segundo plano.

É Rui Vitória, é Jorge Jesus, é Nuno Espirito Santo e todos os outros treinadores deste país à beira mar plantado.

Primeiro, arranjam culpados fora do seio do grupo, depois é que olham para dentro.

E dar uma volta ao 'bilhar grande', não lhes apetece?!...

Parabéns a Augusto Inácio e ao Moreirense!,...mereceram com toda a justiça chegar à final da taça da Liga.

Ficarei a torcer para que a equipa de Moreira de Cónegos conquiste esta edição da Taça CTT! Quando não joga o clube com quem simpatizo, fico a torcer pelos mais fracos, na teoria, claro está!

Sem comentários: