domingo, 18 de dezembro de 2016

Penalty mal assinalado no Estoril



Detesto começar um post com arbitragens, mas, mais uma vez, lances de bola na mão ou mão na bola voltam a estar presentes num jogo dos candidatos ao título.

Ontem, aos 60 minutos, Bruno Paixão no penalty assinalado contra o Estoril foi perentório, mandou logo para a marca. Ele não teve dúvidas.

Com Bruno Paixão a apitar o Benfica, é como Carlos Xistra ou Hugo Miguel apitando o Sporting - em caso de dúvida, não hesitam em 'quem ajudar'.

Enfim...tenho de ser coerente com a minha opinião sobre esses lances - quando não há movimento deliberado da mão ou braço (intencional, para melhor entendimento) em direcção à bola, não é penalty, é deixar seguir - assim dita por outras palavras a lei 12.

Aos 51 minutos, sim, há um penalty que não foi assinalado contra o Estoril. O que fica para a história é que o Benfica passou por muitas dificuldades para somar os 3 pontos no António Coimbra da Mota.

Se Bruno Paixão teve influência directa no resultado?
Para mim, não!, errou no lance que assinalou penalty mas falhou antes noutro que era penalty nítido.


Sem comentários: