segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Uma jornada tranquila para águias e leões



Mais uma jornada em que dos três grandes o único que perdeu pontos foi o FC Porto (nulo no Restelo).
Não está fácil a vida para os lados do dragão, só é surpresa para quem anda distraído (a situação do FC Porto a abordar num próximo post).
O Sporting venceu no bessa com era esperado, apesar das dificuldades finais em virtude de mais uma expulsão, desta vez, de Rúben Semedo.
O jogo não correu nada bem ao jovem defesa português, várias falhas e muito faltoso, a expulsão mais tarde ou mais cedo aconteceria.
Só por curiosidade: - aos 12 minutos já tinha feito 4 faltas e nem um amarelo tinha 'levado', Fábio Veríssimo aguentou até onde pôde, ele continuou a fazer faltas e os amarelo naturalmente que tinham que aparecer, se bem que, no lance do segundo amarelo não era falta para cartão.
Mas por tudo o que vinha de trás, acaba-se por aceitar, foi mais uma falta entre muitas outras.
O lance do possível golo? Ninguém pode afirmar a 100 por cento se bola esteve ou não para lá da linha de golo. Impossível sem tecnologia de linha de baliza. O Sporting venceu por 1-0 com todo o mérito, uma boa primeira parte, uma segunda parte menos conseguida em virtude da quebra física de alguns elementos.
Em relação ao Benfica, mais uma vitória encarnada, 3-0 ao Moreirense, mas foi só aos 32 minutos que Pizzi inaugurou o marcador. Depois foi gerir o jogo até ao resultado final.
Mais uma vez, uma bela casa na Luz, os adeptos estão novamente a ser o 12º jogador e isto ainda só vai na 11ª jornada.

3 comentários:

Anónimo disse...

A bola entrou na baliza de Rui Patrício. É só reparar no exato momento em que ele a trás de cima para junto à perna, mais ou menos a meio caminho ela esteve dentro. Fácil, caro amigo.

Anónimo disse...

E o penaltie que o Coates fez, por asinalar ?

César João disse...

Caro anónimo,

tem razão, já revi várias vezes o lance e considero grande penalidade por assinalar.