quarta-feira, 28 de setembro de 2016

A diferença entre Manuel Machado e Nuno Espírito Santo...



Dois treinadores, dois discursos com 'palavras muito caras'.

Não tenho por norma atacar por atacar treinadores de futebol e, atenção, nada tenho contra os cidadãos em questão, até simpatizo com Manuel Machado, com Nuno Espirito Santo (NES) é que nunca simpatizei e tenho as minhas razões - desde cedo percebi que andava 'pendurado' em Jorge Mendes para chegar a um bom clube. Não gosto disso!

Enfim...também há muita gente que não simpatiza comigo e é para o lado que eu durmo melhor.
Mas, adiante, que raio se passa na cabeça de NES para fazer ainda mais rotatividade do que Lopetegui?!,...pelo menos o espanhol não andou sistematicamente a mudar de sistema como NES tem feito.

O espanhol mudava de jogadores de jogo para jogo como quem muda de camisa, o NES muda de jogadores e de sistemas. Assim, ninguém aguenta!, e este FC Porto tem um excelente plantel, ao contrário do que muitos afirmam.

Escrevi aqui que era uma má escolha do FC Porto, o tempo está a me dar razão. Asneiras atrás de asneiras, discurso cinzento, prosaica a mais, e justificações sempre na base do:

- é o critério ou falta dele,
- são os processo ou falta deles,...o homem parece que não sabe dizer mais nada.

Manuel Machado com aquele discurso todo cheio de palavras bonitas tem um percurso humilde, com bons resultados. Falhou no Vitória 'de Guimarães'? Talvez...mas a altura também não era a melhor por aqueles lados, a todos os níveis.

Tivesse Manuel Machado, do seu lado, esses 'entendidos' todos que NES tem, principalmente alguns jornalistas da nossa praça (poucos, mas com influência,...porque a grande maioria é de excelente nível), e não sei não..., poderia até já ter treinado um grande em Portugal!

2 comentários:

António Martins disse...

Como portista até preferia o Manuel Machado ao NES. Eu andei aqui em Valencia a gozar com os meus amigos, dizia-lhes que o Lopetegui vinha pro Valencia e nunca me passou pela cabeça que o Porto fosse contratar o NES. É o Karma. Desejo todos os dias que o NES me faça engolir um sapo, mas até agora não me surpreendeu nada. É exactamente o mesmo que era como jogador, banal mas acredita que tem algo que realmente não tem.
O FC Porto não só escolhe mal os treinadores (não sei se te lembras que escrevi aqui que aínda íamos chorar pela saída de Vitor Pereira) como depois os deixa completamente sós sob pressão e a fazer afirmações que deveriam ser feitas pelos dirigentes. O treinador só deveria falar de aspectos de treino, jogadores e jogo jogado, que é aí que deve estar centrado o seu foco, o resto não tem que comentar nem preocupar-se, infelizmente nesta estrutura do FC Porto é pau para toda a obra e é por essa razão também que os treinadores do FC Porto aos primeiros tropeções começam a agir como baratas tontas.

César João disse...

Ora nem mais?!