quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Ai Jesus, chamem a polícia!

De pouco vale ao Sporting queixar-se de erros de arbitragem nos seus dois jogos com a Gazprom, perdão, com o CSKA de Moscovo. Os leões só ficam fora da Champions porque se puseram a jeito. Este segundo jogo foi um bom exemplo do que não se deve fazer quando uma equipa vence o jogo da primeira mão e chega ao intervalo da segunda partida em vantagem no marcador. Isto é, começar a defender a vantagem a mais de 30 minutos do fim normalmente revela-se fatal. Foi o que aconteceu, a meias com um estouro físico que se deve ter ouvido em Vladivostok
Tudo começou, aliás, na abordagem de Jesus a este segundo jogo, ao deixar Slimani no banco. Primeiro sinal de que estava ali para gerir a vantagem.
Depois, o que se viu foi o Sporting a pressionar o seu adversário e este com muita dificuldade em sair a jogar. Mas também se viu um Sporting sem muita vontade de esticar a manta.
Agora, Inês é morta e a vida continua mas sem os milhões da Champions, com os leões numa Liga Europa onde têm outra força competitiva.
Depois do empate em casa com o Paços de Ferreira (antecedido por uma vitória à rasca sobre o Tondela em campo neutro), este desaire não quebra o estado de graça de Jorge Jesus mas põe em evidência as fragilidades deste Sporting e a sua capacidade para evoluir. Já deu para perceber que com Jesus a equipa está mais organizada, tem um sentido de jogo bem definido e movimentados orientados. Mas será que chega?
De resto, acordamos hoje todos com a notícia de que um diretor do Benfica, o responsável pelo apoio aos jogadores, uma espécie de Paulo Pereira Cristóvão, foi detido numa viatura do Benfica com quase dez quilos de cocaína. Ao que parece, o senhor Carriço, que foi motorista de Luís Filipe Vieira, recebia colombianos suspeitos no seu gabinete no Estádio da Luz. Uma situação gravíssima e que interessa apurar, sem dó nem piedade. Pelo que tenho percebido, o Benfica não tem nada a haver com isto!
Não é o primeiro caso de polícia que entra pelos nossos clubes dentro. Bem recentemente a SAD do FC Porto foi alvo de buscas por causa de questões relacionadas com a empresa de segurança do Dragão e o seu CEO Antero Henrique, que ficou com 40 mil euros cativos. E o maior acionista individual da SAD do Sporting, Álvaro Sobrinho, está na mira da CMVM.
Quem anda à chuva molha-se mas nem tudo se explica com o facto de o culpado ser sempre o guarda-chuva que ficou esquecido lá em casa.
Post de Eugénio Queirós, aqui

domingo, 16 de agosto de 2015

Um FC Porto que me surpreendeu!



Confesso que para início de época gostei deste FC Porto versão 2015/2016. O Vitória de Guimarães ainda tem muito caminho a percorrer se quiser ser candidato às competições europeias.
 
Apenas um pormenor que acredito que o técnico espanhol vai alterar - André André ou até Evandro, tem de ser primeira opção no lugar de Herrera para fazer companhia a Danilo Pereira e Imbula no miolo do terreno. O mexicano neste momento não convence.
 
Varela surpreendeu nas alas, pensei que Brahimi e Tello seriam os alas/extremos no apoio ao ponta de lança.
Uma coisa é certa, para início de campeonato já se viu algum futebol de outros tempos no estádio do Dragão.
 
Logo mais, entra em campo o Benfica versão 2015/2016!

sábado, 15 de agosto de 2015

Escreveu-se direito por linhas tortas



Teve ontem início mais um campeonato português como eu gosto de lhe chamar. Ok, a Liga NOS!
Não tive oportunidade de assistir na tv, apenas pela rádio - antena 1, como não poderia deixar de ser, ao Tondela - Sporting em Aveiro, o mesmo estádio que irá receber o Arouca - Benfica na próxima jornada.
Logo aí percebi que as redes sociais iriam ser inundadas pelas críticas à equipa de arbitragem. Enfim...as bestas do costume.
 
Mas é incrível como neste mundo do fanatismo, só se consiga fazer piadas com o lance que deu a vitória ao Sporting esquecendo-se que o Tondela fez o 1-1 num lance irregular.
Até o director de comunicação do Benfica, João Gabriel, entrou 'na onda' insinuando colinho para o Sporting esquecendo-se do golo do Tondela. Provavelmente, para se distrair do caso dos sms.
Ele, melhor do que ninguém, sabe como tudo se processou.
E, atenção, não sou sportinguista, mas irrita-me profundamente que só se fale nos erros dos árbitros e não nos erros dos sectores atacantes e defensivos das suas próprias equipas.
 
Para memória futura, fica a vitória do Sporting por dois a um e a conquista dos 3 pontos. Logo mais, entra em campo o FC Porto num jogo que deve ter casa cheia.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

sábado, 1 de agosto de 2015

Um duro teste ao novo leão

ENTRADA EM CAMPO

 
A Roma é o primeiro grande teste ao Sporting de Jorge Jesus. A formação italiana tem um plantel apreciável, vem a Lisboa com os melhores e a estreia do técnico em Alvalade será em noite de gala. Os leões parecem estar a trabalhar bem. A equipa tem dado boas indicações, na África do Sul evoluiu a ganhar e JJ é um homem satisfeito com o que os jogadores têm produzido. Também em termos de mercado já não são muitos os temas a resolver, apesar das dificuldades criadas pelas lesões de William Carvalho e Ewerton. Chegaram os centrais desejados e o trinco foi escolhido, falta agora que se desenrole a Libertadores para que Pizarro seja convencido a assinar. Um ponta-de-lança poderá também ser realidade, mas com Slimani, Montero e Teo já há garantias de qualidade.


Também Bruno de Carvalho tem tarefas duras pela frente. A renovação de Carrillo, por exemplo, um osso duro de roer. Se a de Slimani é uma questão apenas salarial e o argelino tem sido feliz no Sporting, tendo até mais dois anos de contrato pela frente, já o peruano tem muito que se lhe diga. É um dos talentos mais promissores da liga, cresceu muito com Marco Silva e um jogador importante nas ideias de Jesus.


Jesus tem na Roma um adversário ideal para medir forças antes do dérbi


Pior é que tanto FC Porto como Benfica poderão estar atentos à negociação. Com Maxi percebeu-se que os dragões não perderão oportunidade de dar uma bicada nos rivais quando se fala em jogadores livres e a forma como Jesus trocou a Luz por Alvalade deixou uma ferida que Vieira poderá ajudar a sarar com uma pérola do vizinho.


O presidente do Sporting está a fazer um esforço para dar a Jesus todas as armas. Ter o plantel focado e pilares como Slimani e Carrillo de cabeça limpa um mimo importante. Não é fácil, mas Bruno já surpreendeu mais vezes.
Bernardo Ribeiro no jornal record