segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Benfica "em cruzeiro", a concorrência em apuros...

O facto da semana foi este: o Benfica voltou a ganhar e a concorrência direta ganhou com decisões contestáveis das equipas de arbitragem mas isso agora não interessa.
 
O campeão nacional continua a galgar etapas. Agora sem Enzo, o tal jogador nuclear. Mas, pelo vistos, mais uma vez Jorge Jesus conseguiu que a sua equipa continuasse equilibrada e com uma filosofia de jogo muito clara e simples.
 
Este Benfica não tem segredos e o facto de não ter segredos acaba por ser o segredo em si.
 
O FC Porto segue na cola mas pressionado pelos 6 pontos de atraso. O Sporting, por seu lado, também não descola mas os 10 pontos de atraso pesam e V. Guimarães e Sp. Braga não desistiram da corrida.
 
Obviamente, nesta guerra as duas equipas minhotas estão já a perder. Têm menos adeptos e não dispõem de paineleiros. Mas talvez lhes sirva de conforto o exemplo do Benfica, que tem resistido à erosão da cabala que lhe urdiram.
 
Porque dizer que Benfica, FC Porto e Sporting são eventualmente beneficiados por erros dos árbitros é a mesma coisa dizer que a galinha põe o ovo e não é o ovo que põe a galinha.
 
Mais uma jornada passou, falta toda uma 2.ª volta, mas já todos perceberam que há um grande desequilíbrio de forças entre as 18 equipas do campeonato.

 
Os "grandes" só vão perder pontos se passarem por um dia muito mau perante adversários em dias muito bons. E depois acertarão contas nos jogos entre si.

 
O campeonato está bom? Podia estar melhor mas foi o que se pôde arranjar. O que também se aplica às nossas vidinhas de pobres cercados cada vez mais pela máquina fiscal e por algum desamor pela vida.
 
Siga.

Eugénio Queirós, aqui

Sem comentários: