domingo, 11 de janeiro de 2015

Mania das comparações

A COLUNA DA CRISTINA

 
Eusébio disse um dia que ficava triste quando o comparavam a Cristiano Ronaldo. Ronaldo respondeu para não ficar. Eusébio estaria sempre lá em cima. Como o melhor. Partiu há um ano e esta semana inaugurou-se a rua com o seu nome. O mínimo para um homem que foi falado em muitas ruas do Mundo. Numa altura em que o Mundo não estava tão perto. Ronaldo chega lá, agora, através de um clique.


O Pantera Negra quase que percorreu os caminhos das descobertas para lá chegar. O futebol era diferente, os adeptos diferentes, os dois são diferentes. Por isso, não entendo a mania das comparações. Porque se teima em fazer de um melhor do que outro. Muitos anos separam as técnicas de cada um. Muitos anos separam os recordes que atingiram. A grandeza de um e de outro tem a mesma dimensão.


Os de ontem falaram de Eusébio. Os de hoje falam de Ronaldo

Que interessa um ter mais do que outro? No pódio o primeiro lugar tem sempre a mesma altura. Suba-se ou não mais do que uma vez, o hino será sempre o mesmo. O de um país pequeno com dois tão grandes. Os de ontem falaram em Eusébio. Os de hoje falam de Ronaldo. E esperemos que os de amanhã também. Quando o seu nome se ouvir na cerimónia. Não é certo que isso aconteça. Porque no Mundo de hoje há outros jogos. Mudam-se os tempos......
 
 
 
 
 
 
Cristina Ferreira no jornal record

Sem comentários: