terça-feira, 13 de janeiro de 2015

A prova dos nove

BILHAR GRANDE

 
Ainda falta muito campeonato, mas no mês de janeiro inicia-se a prova dos nove, sobretudo para os clubes médios e pequenos. Os enormes desgastes em plantéis reduzidos, agravados com lesões e castigos, e com os árbitros, por sistema, a beneficiar os maiores, levam a que se comece a desenhar, ou a confirmar, os fossos entre os mais débeis e os ocupantes tradicionais do meio da tabela. Com poucas surpresas. 


Para mim, a boa surpresa está em Belém. Lito Vidigal, treinador que aprecio, tem feito um belo trabalho no Belenenses e tem-se aguentado em óptima posição classificativa. Lisboa merece voltar a ter três grandes, para isso os azuis ainda têm muito a percorrer, mas o caminho faz-se caminhando e chegam bons sinais daquelas bandas. 


A grandeza de um clube está no número de adeptos, por essa razão o Vitória de Guimarães é, sem dúvida, o quarto grande. Começou bem o campeonato e chegou aqui nos lugares cimeiros da classificação. A prova dos nove está a ser dura para ele, as coisas são o que são e o real está a cair-lhe em cima, mas tem treinador e equipa para garantir lugar na Europa. Os seus fervorosos adeptos e a cidade merecem.


O Sporting de Braga nuns anos promete e noutros nem tanto. É um projeto que prometeu muito mas tem vindo a perder algum fulgor. É certo que Roma e Pavia não se fizeram num dia. Mas apesar dessa verdade, do Braga esperava-se mais ambição, mais consistência.


No fundo da tabela o Gil Vicente parece já ser um caso perdido em relação à manutenção na primeira divisão. Só um milagre o poderá salvar e quem faz milagres não mete golos.


O Benfica tem seis pontos de segurança mas a equipa do FC Porto é muito melhor


No topo da tabela os mesmos do costume, sobretudo o Benfica e o FC Porto. Acredito que os azuis e brancos ainda vão dar muita luta, embora os encarnados mantenham um nível exibicional muito interessante e tenham seis pontos de segurança, a equipa do FC Porto é bastante superior.


Quanto ao Sporting, resta-lhe lutar pelo terceiro lugar e garantir condições de acesso à Liga dos Campeões. E pode não ser empreitada nada fácil.
Alberto do Rosário no jornal record

1 comentário:

artnis disse...

Concordo em absoluto e só espero que o meu Benfica mantenha ou distenda a diferença, para em Maio poder dar os parabéns ao FêCêPê,(e ao Spor7ing também, ou já se esqueceram deste...),pela sua melhor equipa.