quarta-feira, 3 de setembro de 2014

«Sinto que os portugueses ficaram desiludidos, tal como nós»

O médio português foi um dos jogadores que falou esta quarta-feira aos jornalistas na concentração da seleção e, evitando falar sobre transferências e o Monaco, o jogador mostrou-se totalmente focado na Albânia.

«O Mundial já passou. Sabemos que não tivemos a melhor prestação, mas temos que olhar em frente, para o jogo que vamos ter contra a Albânia, que é muito importante para nós. Queremos continuar a trabalhar bem, como temos feito até agora, integrar bem os novos elementos, para chegar a domingo na melhor forma possível e conseguirmos a vitória, que é o mais importante», começou por vincar, na conferência de imprensa.
©Catarina Morais
Ainda que a sua primeira frase tenha sido de afastamento em relação ao Campeonato do Mundo, o jogador voltou a ser questionado sobre o tema.

«Sabemos aquilo que fizemos, não fomos competentes, senão tínhamos passado a primeira fase. Sabemos o que fizemos de mal, mas agora temos é de olhar em frente. Sinto que os portugueses ficaram desiludidos, como nós, que fomos os primeiros a ficar. Queremos voltar a dar alegrias ao povo português e começar a fazê-lo já em Aveiro», sublinhou.

Pela frente estará a Albânia, primeiro adversário para uma campanha que se deseja menos dramática que as anteriores: «O histórico de Portugal diz que é quase sempre só à última, mas não é isso que nós queremos. Não pensamos em ir ao play-off, queremos ser primeiros do grupo».

«O Cristiano Ronaldo faz falta em qualquer jogo, qualquer equipa, qualquer seleção, mas nós temos que olhar para os que estão», foi a resposta à pergunta sobre a ausência do capitão, numa conferência onde também foi debatida a existência, ou não, de uma verdadeira renovação da seleção.

 

«Não interessa média de idades, o que interessa é o valor e dar o máximo. Queremos construir um grupo forte e unido em prol da vitória e da qualificação», rematou.

Monaco fica para outra altura

Perguntas sobre o fecho do mercado não faltaram. O jogador foi confrontado com o rumor que circulou e que o colocava também a caminho do Manchester United, mas Moutinho, entre respostas rápidas e recusas, deixou escapar que tal não correspondeu à verdade.

«Nada aconteceu e, que eu saiba, não havia nada. Seleção é seleção, clube é clube. Estou focado aqui e em ajudar a seleção, o resto não interessa, é passado», terminou.
daqui

Sem comentários: